Fórum de discussão acerca da questão Palestina.

Pesquisa personalizada

Palavras chave

Últimos assuntos

» Israelense atropela menino palestino
Seg Out 11, 2010 7:18 pm por Alef

» Ontem e hoje (o sionismo de Israel comparado ao massacre nazista, em fotos)
Ter Out 05, 2010 6:00 pm por Alef

» palavras de origem arabes no vocabulario portugues
Ter Jun 01, 2010 7:20 pm por PLivre

» Ligaçao de Portugal com o medio Oriente
Ter Jun 01, 2010 7:19 pm por PLivre

» Como se chama as laranjas no medio Oriente Sabe ?
Ter Jun 01, 2010 7:18 pm por PLivre

» Fatima - em Portugal
Ter Jun 01, 2010 7:16 pm por PLivre

» Terroristas?
Ter Jun 01, 2010 7:14 pm por PLivre

» Festa da cultura árabe em Campinas - SP
Sab Dez 05, 2009 1:50 pm por Vitor mango

» O valor do vossom Forum Palestina
Seg Nov 30, 2009 1:53 pm por PLivre

Visitas

Free counter and web stats

    Tenda da família Al-Kurd destruída pela quinta vez

    Compartilhe
    avatar
    Marii
    Novato
    Novato

    Número de Mensagens : 15
    Localização : Brasil
    Data de inscrição : 02/02/2009

    Tenda da família Al-Kurd destruída pela quinta vez

    Mensagem  Marii em Sab Fev 28, 2009 4:54 pm

    A luta continua para a família al-Kurd depois de ter sua tenda destruída pela quinta vez ontem de manhã pelo exército Israelense. A tenda foi arrastada por um caminhão e a companhia elétrica cortou a eletricidade que a família estava usando. A família foi deixada com alguns pertences espalhados na área onde a tenda havia sido erguida.

    Depois do exercito se retirar, a família se juntou a ativistas começaram o processo de limpeza. A maioria dos pertences teve que ser coberto para serem protegidos da chuva que caiu de manhã. E em uma hora, uma nova tenda foi trazida, e junto com ativistas e ajudantes foi erguida.

    A família tem vivido na tenda em uma propriedade particular de um amigo desde 14 de novembro de 2008, depois de serem expulsos de sua casa em 9 de novembro de 2008. Essa não foi a primeira vez que a família al-Kurd foi obrigada pelo estado de Israel de sair da sua casa. A primeira vez foi em 1948, quando foram obrigados a deixar sua casa em Talbyieh (Jerusalém).

    Desde de julho de 2008, a comunidade internacional expressou objeções em relação ao despejo, inclusive, em julho o Departamento de Estado Americano, que prestou uma reclamação oficial ao governo Israelense sobre o despejo da família al-Kurd, questionando abertamente a legalidade dos termos do grupo de colonos Judeus Israelenses que afirmavam terem comprado a terra.

    O patriarca da família morreu em 23 de novembro, duas semanas depois do despejo de Sheikh Jarrah.

    De acordo com o Município de Jerusalém existem planos de transformar a terra privada em que a família montou a “tenda protesto” em um estacionamento.

    História da vizinhança de Sheikh Jarrah

    A vizinhança de Sheikh Jarrah no leste de Jerusalém, foi construída pela ONU e o governo da Jordânia em 1956, para abrigar Palestinos refugiados da guerra de 1948. O acordo entre a ONU e o Governo da Jordânia era que depois de três anos da construção das casas (15 de novembro de 1956) elas se tornariam propriedade dos moradores.

    A família al-Kurd se mudou para a área em 1956, depois de fugirem de Jaffa e do Oeste de Jerusalém.


    Quando a família al-Kurd decidiu em 1999 construir uma extensão da propriedade para torná-la mais confortável aos habitantes idosos, o tribunal Israelense declarou a obra ilegal e os multou.

    Depois, colonos ocuparam essa nova extensão, que foi medida em aproximadamente 80 m². E mesmo com os moradores afirmando que a decisão do governo Israelense tinha sido revogada em 2006, a prefeitura de Jerusalém confiscou a chave da extensão dos al-Kurd e deu a colonos Israelenses. Desde então guardas armados tem protegido os colonos na área confiscada, em que a porta da frente fica a passos de distancia da dos al-Kurd.

    Em Julho 2007, o supremo tribunal Israelense decretou que os colonos deveriam ser despejados da casa da família al-Kurd, mas eles se recusaram a sair e a polícia Israelense não foi capaz de fazer cumprir a ordem judicial.

    Em oposto a decisão anterior, em 14 julho de 2008, o supremo tribunal emitiu uma decisão a favor dos colonos e ordenou a expulsão da família al-Kurd. Quando eles receberam a ordem de despejo em julho de 2008, contava como motivo a recusa a pagar aluguel aos colonos pelo uso da terra.



    Fonte -> http://www.alternativenews.org/content/view/1591/88/

      Data/hora atual: Sab Set 22, 2018 3:41 pm